segunda-feira, abril 10, 2006

Amei-te desde a primeira vez que te vi!

Deve ser daquelas frases mais estúpidas que existe. O amor à primeira vista é aquela coisa ridícula que se concretiza milhões de vistas depois. Ou seja, só se sabe que é amor à primeira vista quando, séculos mais tarde algo sólido se formou. É uma opinião muito pessoal eu sei, mas não é só isso que eu tenho para dizer, é que também considero que a noção de amor à primeira vista, deve ser das concepções mais pobrezinhas que se possa ter sobre o universo amoroso. Mas então é isso o amor? Olhar o ser amado e amá-lo à primeira vista despido de todos os excessos que caracterizam a nossa sociedade actual. Sem gostos e vontades à mistura, sem racionalizações de qualquer espécie, sem dia-a-dias, sem construções sociais e culturais daquilo que é perfeito para nós. É olhar alguém à primeira vista, e amar aquilo que se vê, sem saber o que é que se está a ver. Então posso seguramente dizer que, tendo em conta a minha personalidade, eu não me apaixono à primeira vista. Eu considero que amar é uma palavra pequena, comparável ao sonho dos matemáticos de encontrar uma expressão que explique o universo.

2 Comments:

At 11:56 da tarde, Blogger Diana said...

Fogo, essa última frase foi demasiado romântica para teres sido tu a escrevê-la.

Quem és tu, bicho ruim, que te "apoderastes" da minha amiga Adriana?

Vade retrum!

 
At 11:58 da tarde, Blogger Diana said...

Eu gostaria de ter escrito correctamente a expressão em latim, gostaria sim.

 

Enviar um comentário

<< Home