terça-feira, janeiro 10, 2006

"I know the voices aren't real, but they sure have good ideas!"

Esquecendo a noção esquizofrénica de alucinação auditiva, ter vozes dentro da cabeça que nos auxiliam nas tomadas de decisões que temos de fazer durante o dia-a-dia e, de uma forma geral, ao longo de toda a nossa vida, poderia ser considerada uma mais valia (excepto, é claro, nas situações em que a voz nos ordenasse coisas como Mata-te!, e mesmo assim...).

Nós - Opá, não sei se leve a camisola preta ou a vermelha! Quem me dera que alguém tivesse vindo comigo!
Voz dentro da nossa cabeça - Leva a vermelha! (dá sempre jeito uma voz com bom gosto)

N - Opá, não sei sei se deixe o carro estacionado aqui!
V - Não deixes que a polícia tá quase a passar! (dá sempre jeito uma voz com poderes telepáticos e preditivos)

Estes são apenas alguns exemplos onde uma voz dentro da nossa cabeça nos poderia oferecer benefícios. Existe sempre aquele pequenino inconveniente de não poder conversar com a voz em voz alta. Não vá alguém descobrir o potencial da nossa voz, e passar a vida a fazer-lhe perguntas por nosso intermédio, alturas nas quais convêm bater com o pé no chão e afirmar: Arranja uma voz pra ti!


Arranjar uma voz só nossa (porque maluquinhos com vozes na cabeça podem não estar sempre à mão de semear)

Caso não disponha de capacidades alucinatórias, algumas dicas são essenciais. Um treino individual e isolado de conversa consigo próprio em que as respostas às suas perguntas são feitas dentro da sua cabeça, enquanto que as perguntas proferidas em voz alta, é ideal. A repetição constante deste exercício mental e vocal levará a que, em determinada altura, seja desnecessária a mentalização da resposta porque uma voz efectivamente estará consigo. Eventualmente será necessária a interiorização do seu diálogo com a voz de forma a não despertar interesses de terceiros.

A partir daí, disfrute da sua voz!

3 Comments:

At 11:25 da tarde, Blogger Diana said...

Essas "vozes" parecem-me apenas e só a consciência de alguém que se sente sozinho...

Que raio de desmancha-prazeres que eu saí... bolas.

 
At 11:47 da tarde, Blogger Adriana said...

uma pessoa demora meia hora pra embelezar a esquizofrenia alheia e tu destrois tudo em duas linhas...

 
At 9:11 da tarde, Blogger Diana said...

Diana, já pró teu quarto!

 

Enviar um comentário

<< Home