sexta-feira, janeiro 06, 2006

Porque é que eu não gosto de casamentos

Por ordem crescente, tendo em conta o espaço de tempo entre o convite e o dia do casamento:

- A escolha da roupa (que acaba sempre por ser qualquer coisa que só dá para usar uma vez e que é sempre desconfortável)
- Uma excitação generalizada não partilhada
- Coisas melhores para fazer (dormir é um bom exemplo)
- FOTOGRAFIAS em casa do/a noivo/a (em maiúsculas, porque é mesmo muito mau)
- FOTOGRAFIAS na igreja
- Lutar para tirar FOTOGRAFIAS (porque toda a gente quer ser primeiro)
- Vídeos de casamento há hora da refeição (ou noutro sítio qualquer, mas aqui atinge o pico da decadência)
- A banda (enganei-me, é este o pico da decadência)
- O RAMO e ser obrigada a tentar apanhá-lo e fugir dele porque já só as crianças é que são solteiras e a única adulta é que vai levar com ele.
- A ronda que os noivos têm de fazer pelas mesas (mas isso já não tem directamente a ver comigo, só não acho piada)

Encontro-me actualmente a esperar por um casamento que não preencha estes requisitos, até lá, o meu pior pesadelo: ter de ir a um casamento na noite de fim de ano.



PS: Era escusado dizer o que tem de bom, mas fica aqui a nota: a comida.

4 Comments:

At 7:20 da tarde, Blogger A said...

felizmente nunca fui a nenhum. no antigamente ainda achava que havia de ir ao meu, mas até desse acho que me vou livrar :p

um aparte sem sentido nem propósito: tou a ouvir 'pop dell arte' pela primeira vez... é diferente, à falta de melhor adjectivo :)

 
At 9:22 da tarde, Blogger Adriana said...

eu axo q s m casar, vou poupar mt dinheiro no fotógrafo, kem kiser fotos q as tire com o tlm :D

 
At 10:04 da manhã, Blogger Capitao America said...

Sinceramente mas muito sinceramente não acredito. Acho que vais ter fotógrafo e vais ter tudo o que os casamentos costumam ter. Quanto ao casamento de fim de ano, se for de alguém muito próximo e importante, acho muito bom.

 
At 3:48 da tarde, Blogger Adriana said...

eu tb n, mas vivo c a esperança de q qd xegar a minha hora, a tradição do filme e das fotografias tenha desaparecido por completo.

 

Enviar um comentário

<< Home