quinta-feira, junho 23, 2005

Ser-se honesto magoa

"Desculpa, mas não te quero ver. Tenho medo de ter nojo, tenho medo que esse nojo apague a raiva e me faça sentir pena. Sofri e não fui capaz de esquecer. Todos os dias me envergonho da pessoa que fui e que não reconheço. Todos os dias tenho medo de voltar a ser assim. Todos os dias tenho medo de que ser assim seja quem eu sou. Não te perdoo, não o consigo fazer sozinha. Mas mais do que isso, não me consigo perdoar."

3 Comments:

At 12:28 da manhã, Blogger Diana said...

Gostei das aspas. Não as percebi. E ser-se honesto liberta mais do que magoa. Mas magoooa...

 
At 3:08 da tarde, Blogger Adriana said...

Daí ser bom, mesmo que magoe...
São sinal de um diálogo surdo...

 
At 5:19 da tarde, Blogger Diana said...

Esse diálogo só será surdo, se o ouvinte tb for burro. Que coisa, toda a gente sabe que o pior surdo é sempre aquele que...

 

Enviar um comentário

<< Home