terça-feira, novembro 15, 2005

O Crime do Padre Amaro

Aqui vai uma crítica pessoalíssima ao filme:

Negativas
- o som das falas que não parece ter associativo verbal nos personagens
- uma descida do nível linguístico do português muito fracamente conseguida
- algumas personalidades pessoais de actores demasiado salientes
- uma gravidez pobremente contextualizada
- uma rusga policial cómica
- um rapper querias muito ser mas não chegaste nem lá perto

Positivas
- não gostar dos actores quando o que realmente não se gosta é das personagens
- uma Ana Bustorf efectivamente estranha
- as gargalhadas que nem foi preciso arrancar à força
- os três padres men in black
- uma boa história com um bom argumento e uma boa banda sonora

Um filme médio, com rasgos de pretensão hollywoodesca e a pergunta que fica, a ser respondida pela leitura do livro de Eça de Queirós: qual a quantidade de livre que correspondeu à adaptação?

As supostas cenas de "sexo gratuito" cheiram-me a comentários de não reparei em mais nada. Não acrescentam nem subtraem, mas se não estivessem lá muita coisa desaparecia e a polémica sempre foi publicidade, boa ou má...

3 Comments:

At 10:43 da tarde, Blogger Adriana said...

Definitivamente, o melhor do filme:

A COMPANHIA!!

 
At 4:52 da tarde, Blogger Diana said...

Espero que estejas a falar de mim e não da rapariga do teu lado direito... a que ficava a olhar para ti com ar de "Mas porque é que esta canastrona se está a rir?" :D

 
At 7:18 da tarde, Blogger guedes said...

Ainda é preciso dzr o keu axo o melhor do filme!?;p

 

Enviar um comentário

<< Home