quarta-feira, outubro 26, 2005

O homem ideal

Nada melhor do que começar um post com a minha frase preferida e aquela que eu considero ser óptima para descrever da forma mas correcta e adequada possível grande parte das afirmações diárias proferidas pela população mundial (como por exemplo aquela famosíssima: "aguarde o nosso telefonema"): Mas que grande papaia.

O que eu quero mesmo fazer com este post: quem é o homem ideal, e para quê serve ele.

É pura imaginação nossa daquilo que até ao dia de hoje não conseguimos encontrar em alguém. É a vida perfeita que corre bem, não o homem que não tem defeitos, mas aquele que não nos arranja problemas. É o que pensamos que gostamos, o que pensamos que queremos numa pessoa que supostamente passará o resto da vida ao nosso lado, ou então pelo menos uma boa parte dela. É o que imaginamos nos fará feliz.

A verdade é que o homem ideal é bom como desculpa para recusar o esforço de viver a realidade e de a trabalhar ao lado de uma pessoa que não é perfeita, não porque não tenha defeitos, mas porque "não é bem aquilo que eu queria".


PS: Tudo isto por causa de andar a ver televisão a mais...

3 Comments:

At 6:12 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Excellent post... I agree completely!

cheating wife.

 
At 6:28 da tarde, Blogger Diana said...

Eles andam a ler os nossos blogs ao mm tempo, Dri!

 
At 6:37 da tarde, Anonymous A nónimo said...

acho que devias ter ficado na praia, a televisão não te anda a fazer nada bem (não que eu não concorde com o que tu dizes... o ser humano (e digo ser humano da maneira mais unisecssual possivel) é muito comodista)

 

Enviar um comentário

<< Home